quarta-feira, 13 de abril de 2011

E o que eu faço???




Meninas eu queria uma opinião de vocês porque eu to sem saber o que fazer e se devo fazer alguma coisa.

Minha história começa ha 2 anos atrás quando eu conheci o Alfredo, nós ficamos, eu não gostei, muito apressadinho e também no outro dia ele ia embora pois o mesmo não mora no Ceará.
Em 2010, quando estava passando as férias aqui nos reencontramos, sinceramente eu já não lembrava dele e ele lembrava vagamente de mim.
A noite nos encontramos e ficamos, no outro dia ele pediu meu numero para meu primo e ele deu, Alfredo me ligou e marcamos de nos encontrar e assim foram todos os dias. Como ele estava de férias no Ceará, tínhamos apenas alguns dias para ficarmos juntos e assim fizemos, saiamos todas as noites, teve ate um dia que ele me apresentou sua mãe e Irmã, me trataram muito bem, ate ele estranhou mas era somente fachada pois logo depois começou a pertubar, a ter ciúmes de mãe, quando ele dizia que ia sair comigo ela colocava barreiras, achava ruim. 
Vivemos momentos muito bons, ele me pediu em namoro e eu aceitei mesmo sabendo que seria um namoro a distância e que eu sofreria com sua ausência mas como eu já estava me apaixonando por ele, aceitei. 
Dias depois voltou para Manaus, local onde trabalha como Fuzileiro Naval, o namoro transcorreu normalmente, estávamos apaixonadíssimos, ele me pediu em casamento, falava em morarmos juntos e eu ir embora para o Rio de Janeiro (onde ele seria transferido depois de 2 anos) ficar junto dele e depois de formada entrar na marinha para assim ficarmos mais juntos ainda.
No dia do aniversario dele eu fiz questão de lhe presentear, então encomendei de uma empresa de Manaus, uma linda almofada com a nossa foto e um chaveiro com a minha foto, quando ele recebeu me ligou chorando de tanta felicidade perguntado se eu o queria matar e como eu fazia aquilo com ele e que não esperava que eu fizesse isso, nunca ninguém tinha feito algo assim. Eu fiquei tão feliz!!!
Um sábado ele foi a uma festa, me ligou de madrugada dizendo que estava com muitas saudades de mim, que eu era a mulher da vida dele, que queria muito que eu estivesse ali com ele, que sempre ficava imaginando o dia que chegava em casa e estava o esperando, que sem mim ele não sabia viver e que mesmo depois que acabássemos ele não ia tão cedo querer outra pessoa. 
Apesar dele ter me acordado, eu adorei a declaração e cada vez mais eu estava apaixonada e feliz, acreditando em suas palavras, queria muito ir pra Manaus, casar com ele, viver os meus dias ao seu lado.
Me mandava várias mensagens, nos falávamos todos os dias mas começamos a brigar muito, pois além da distância, da falta que ele me fazia, por esquecimento e muito ocupado deixava o celular desligado e muitas vezes descarregado. Essas brigas foram cansando ambos os lados. Começamos a nos falar em dias alternados e um pouco antes dele voltar passamos ate 4 (quatro) dias sem nos falar.  
Um mês e meio depois ele volta, ainda muito apaixonado mas não o bastante para superar as adversidades.  
 No dia que ele voltou de férias mal tive tempo de vê-lo, a mãe dele ficou rodando o dia todo com Alfredo, só o largou a noite, depois dele estar muito cansado e ainda quando ele falou que ia sair comigo ela achou ruim. Aiii que raiva!!!
Quando nos vimos foi uma felicidade imensa, finalmente eu tinha em meus braços a pessoa que eu mais amava, conversamos bastante, ele ficou reclamando da mãe dele que ficava sugando todo o tempo do seu dia, inventava coisas pra ele fazer só pra não ter tempo pra mim, que se soubesse que ia ser assim tinha ficado por lá mesmo e eu que fosse passar natal e ano novo lá. Eu disse que ele que era besta que fazia tudo o que a mãe dele queria, que ela deveria receber uns NÃO de vez em quando.
Depois da confraternização fomos a uma festa, só nós dois, mas acabou em briga, pois no dia que ele chega, depois de passar 1 mês e meio longe, depois da mãe dele ter segurado ele o dia todo, vem me dizer que no dia seguinte ia viajar pro interior, eu fiquei muito chateada e acabamos brigando. 
Somente três dias depois fui para o interior, logo quando cheguei tive raiva, cheguei a tarde ele não foi me ver, a noite se eu não ligo para insistir nem teríamos nos visto, brigamos de novo mas dessa vez ele disse que no outro dia passaríamos o dia juntos, eu iria para a casa dele pela manhã e ficar ate a noite, mas ele acordou tarde e eu só fui a tarde. Passamos um bom tempo juntos e para melhorar estava chovendo, infelizmente quando ele me deixou sozinha no quarto eu fui ver o celular e encontrei algumas mensagens que não me agradaram e então começamos a brigar, dessa vez eu fiquei transtornada e acabei terminando o namoro.
A noite eu liguei pedindo para conversar mas ele me tratou mal e disse que iria para a festa, eu fiquei muito chateada, os dias seguintes seguiram assim, eu me humilhando aos seus pés, enquanto ele me tratava mal. Ainda pedi que minha Irmã conversasse com ele, pra tentar saber o que ele pensava sobre isso tudo, pois não queria conversa comigo mas aconteceu o contrário, ela ficou contabilizando os meus defeitos e o ajudando a me colocar mais ainda para baixo, só teve um lado bom, ele disse que eu era uma pessoa boa, que gostava de mim mas que eu queria um relacionamento muito sério, ate agora não entendo porque ele disse isso já que foi ele que me pediu em casamento, mas vai entender a cabeça desses homens...
No Natal, ele havia bebido muito, minha tia me ligou dizendo que o Alfredo estava nos chamando para ir a sua casa, mas eu disse que não ia pois ele teria que ir me convidar pessoalmente, então ele foi ate a minha casa, mas estava muito embriagado, minha irmã o chamou para conversar, disse que gostava muito de mim, que adoraria naquele momento estar deitado comigo assistindo ao Zorra Total mas eu tinha um jeito muito difícil. Ao voltar da conversa, quis vim falar comigo mas eu o estava rejeitando, então nem me chamou para ir a sua casa e como minha tia já ia, foram juntos, no dia seguindo minha tia contou-me que ele não parava de falar de mim, disse que gostava muito de mim e que tinha muitas coisas pra conversar que nem em três dias inteiros acabávamos todo o assunto.
Depois liguei para o meu primo e foi o Alfredo que atendeu, pediu que eu fosse até a casa dele, que queria estar comigo, que queria me ver. 
Ao chegar em sua casa ele queria dormir um pedaço pois estava muito embriagado e depois tomar um banho, vestir uma roupa e ir pra ceia em minha casa, mas quando ele dormiu eu fui embora.
No outro dia quando nos falamos, ele foi ignorante, disse que estava chateado comigo pois no Natal tinha pedido para eu o esperar enquanto ele dormia para depois ir comigo á minha casa e eu não fiz isso, fui embora e o deixei sozinho, discutimos e eu fui embora.
Dois dias depois, como eu estava decidida a deixar pra lah e viver minha vida fui para uma festa, mas antes de entrar o Alfredo me ligou dizendo que queria falar comigo e então eu voltei para o interior para conversarmos, mas ao chegar não conversamos nada, apenas nos abraçamos por um bom tempo e  voltamos a namorar. Estava muito amoroso, carinhoso e atencioso. No outro dia fez questão de assistir filme na minha casa, conversou com a minha mãe, eu estava muito feliz, pois tinha de volta a pessoa que tanto amei, junto a minha família.
Na terça-feira me ligou dizendo que iria a minha casa mais cedo pois a mãe dele havia brigado que no dia anterior ele chegou muito tarde e ela estava dormindo sozinha com os pedreiros que estavam construindo a sua casa, eu aceitei mas achei muito estranho, eu ainda perguntei se ele ia pra festa, que se quisesse ir podia ir mas que avisasse, ele disse que não iria e que se eu quisesse poderíamos ficar a noite toda conversando por telefone.
Ao chegar em casa ainda me ligou dizendo que iria na praça comprar alguma coisa pra irmã dele, pois o que tinha em casa ela não queria comer, eu ainda desconfiei, ele perguntou se eu não queria confirmar essa historia com a mãe dele, eu disse que não, que ia confiar nele.
No outro dia, fomos deixar minha prima na rodoviária e lá ele e minha irmã ficaram conversando, eu não gostei pois ele deveria me dar atenção, ainda discutimos mas ficou tudo bem.
Quando eu cheguei em ksa minha irmã me disse que ele disse a ela que no dia anterior tinha ido para a festa, eu fiquei chateada, pois ele mentiu mesmo eu dei abertura para ele me dizer. 
No outro dia pela manhã, pedi que ele fosse ate a casa que minha familia tem e que não mora ninguém pois eu queria fazer uma surpresinha... Quando ele chegou eu estava de camisola, nos beijamos e fizemos amor como nunca, depois enquanto eu fazia uma massagem bem relaxante eu disse que sabia que ele tinha mentido pra mim, que  minha irmã disse que ele  foi pra festa, que eu sabia que ele era muito novo mas foi ele quem quis essa situação, pois foi o mesmo que me pediu em namoro e ainda depois falou em casamento. Ele disse que estava confuso e que iria pensar e saiu. 
No mesmo dia não liguei para ele, passamos o dia sem nos falar, a noite quando eu já estava dormindo ele me liga dando satisfações de onde estava, então eu pensei que estava tudo normal.
No outro dia era comemoração do ano novo, eu liguei pra ele chamando pra ir na minha casa pois faríamos um churrasco, ele disse que não iria pois ia passar a passagem do Ano Novo numa casa em outra cidade com os amigos, eu fiquei com muuuuita raiva.
Depois que ele voltou não nos falamos, eu fui viver minha vida e ele aproveitar os últimos dias de férias.
Um dia a mãe dele veio falar comigo, pedindo para que eu fosse conversar com ele, que eu tivesse paciência com ele, que estávamos perdendo tempo que poderíamos estar aproveitando esses dias que ele estava no Ceará, que eu achava que ela não gostava de mim mas não era verdade, ela gostava de mim sim e queria muito que nós nos acertássemos e que pedia que nosso casamento fosse na Igreja Nossa Senhora de Fátima, mas eu disse que não dava certo, eu gostava muito dele mas que não dava mais. Eu fiquei surpresa pois logo ela que sempre me passou não gostar do nosso namoro vim me pedir isso.

E assim, ele foi embora e não nos falamos e nem tivemos mais contato, mas eu não páro de pensar nele, já me relacionei com outras pessoas mas não consigo esquece-lo, o que eu faço???
Vocês acham que eu deveria dizer a ele o que eu sinto ou ele não me merece e que eu deixe pra lá.

O que fazer???


bjus da Amiga

Um comentário:

  1. Adorei seu blog,
    estou te seguindo =)

    me segui
    sinta-amor.blogspot.com

    ResponderExcluir